Aroma mágico

Admiro muito quem saiba e ame cozinhar, primeiro porque a comida dessas pessoas é sempre maravilhosa, segundo porque sinto um pouco de inveja. A comida da minha avó é deliciosa, mas é o básico arroz, feijão e carne de panela, já a minha mãe tem uma mão boa para doces, mas também nada que me inspirasse a cozinhar por prazer. Sempre foi aquela obrigação! Acontece que eu cresci e o google surgiu – sim, conseguíamos viver sem ele – e foi aí que eu passei a me aventurar na cozinha.

Não é sempre, preciso estar sozinha e às vezes tudo dá errado, mas quando dá certo. Ahhhhh, que prazer!

Nos dias que a mágica acontece, geralmente acordo meio de saco cheio da comida do dia a dia. Então dou uma olhada nos ingredientes que tenho na geladeira e no armário, volto para o computador e digito o nome da minha matéria prima principal na busca por receitas: “Bisteca”, “Patinho”, “Frango Xadrez”, “Strogonoff”. Faço uma análise de todas, escolha uma e mãos a obra.

Primeiro faço uma seleção da trilha sonora, escolho músicas fofas e animadas, porque é pura verdade o que os culinaristas dizem sobre cozinhar com amor. Sempre que tento fazer algo às pressas ou com raiva a comida fica terrível, tudo sai do ponto!

Depois de separados os ingredientes, hora do show. Como não tenho o dom da gastronomia, sigo a risca todas as instruções. É aí que a mágica acontece: o cheiro de cebola queimando, o aroma do cominho, o sabor da batata assada, a textura do chantilly. E com muita paciência e amor, os ingredientes deixam suas características únicas para tornarem-se uma peça só. Uma combinação perfeita!

É triste quando a experiência não dá certo, frustração culinária é uma das coisas que destrói o dia por completo. Agora os dias que dão certo me sinto orgulhosa. Gosto de cozinhar para mim, mas às vezes me gabo chamando ele ou amigas de longa data – acabo sendo um pouco covarde por isso, afinal sei que se ficar ruim eles irão tirar sarro da minha cara e nada mais.

A experiência é  uma terapia, que super indico a todos. Não tenha medo, se der errado o máximo que vai acontecer é rolar uma decepção e ter que comer algo ruim. Tudo bem superável! Acredite em mim, as alegrias do sucesso serão inesquecíveis!

Anúncios

9 thoughts on “Aroma mágico

  1. AmelieThamy diz:

    Cozinhar é uma arte! Quando asso algum bolo ou coisa assim, coloco toda a minha fé em Deus de que o amor que coloquei na preparação vá fazer o bolo crescer, acredito nisso desde pequena. E não sou nada humilde quanto ao talento que tenho para cozinhar, vejo o que vai na receita e leio as instruções mas faço a maior parte de maneira intuitiva e quase sempre dá certo! Mas os desastres fazem parte da minha vida de coznheira e tenho altas histórias de coisas ruins que cozinhei e sempre me divirto com elas. Essa é a mágica de cozinhar. Ah é, só cozinho quando estou inspirada.

    Beijos!

  2. Anne Beatriz diz:

    Minha maior frustração na vida é a minha mãe não ser boa em comida. Daí eu não tenho aquela sensação de “A comida da minha casa é a melhor do mundo!” porque todo tempo está nas mãos da empregada, e não tão boas assim às vezes.
    Eu tenho uma preguiça mortal de me aventurar na cozinha, embora já tenha tido essa vontade uma vez ou outra. Vai que tenho um dom escondido, né? Hahaha. Só sei que as minhas especialidades são ótimas: não há um brigadeiro, um ovo frito, ou uma pipoca como a minha!

  3. Jade diz:

    Floor, como você não atualizou o blog vou só responder seu coment lá no meu post. Então… eu nunca tinha andado de ônibus porque a minha cidade era tão pequena que não tinha transporte público! Aí era tudo ou a pé ou de bicicleta. Quanto ao caminhão… poxa, eles foram os que mais ajudaram!
    Os carros chiquetosos fechavam o vidro e só faltavam atropelar a gente! oaksoaksoaksaoksa

    Beijos.

  4. Jade Amorim diz:

    Gente’ eu quase me decepcionei com A Cabana! Kkkkkk
    è que eu não cheguei a ler, apesar de meu pai ter comprado pra ele. Li a sinopse e fiquei desconfiada, fui ver algumas resenhas e já larguei mão também! Rs
    Tem post novo por láa… :*

    • Jéssica Cruz diz:

      Ahhh Jade, queria muito atualizar e às vezes até tenho ideias, mas e a coragem de sentar e escrever? estou muito cansada – último ano de faculdade, já viu né?

  5. Renata Montenegro diz:

    Eu arrisco muito na cozinha, porque sou cozinheira há pouco tempo, rs. Mas depois de perder o medo, até consigo fazer umas coisinhas legais, nada muito fora do comum (no basicão eu sou melhor, rs). Mas nada como comida de mãe (minhas avós nunca cozinharam para mim… snif :()

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s